GTM - Gestão de Tributos Municipais
Projeto de Modernização, Simplificação e Incremento da Receita Própria

frame integracao.png

DEC

Domicílio Eletrônico do Contribuinte

ITBI-e

Lavratura, Registro e Averbação

IPTU

Lançamento

Imobiliário

ITBI Logo.png
Construa Facil Logo.png

Mobiliário

Integrador Municipal Logo.png

Integrador Municipal

Consulta Prévia, Constituição, Alteração, Baixa e Licenças

Pessoa

DEC Logo.png
Portal Unico Logo.png

Portal Único
Serviços On line para Contribuinte

SIAT

Cadastros, Lançamentos

e Arrecadação

Dívida Ativa

Cobrança Digital Logo.png

Cobrança Digital

Cobrança Administrativa, Protesto de Títulos e Execução Fiscal

Recurso Administrativo

Contestação, 1ª Instância, Recurso e 2ª Instância

Contencioso Logo.png
SIAT Logo.png

Gestão de Tributos Municipais

Lançamento

Intelfis

Inteligência Fiscal

Intelfis Logo.png

Fiscalização

DSF-Analytics Logo.png

GTM-Analytcis

Business Intelligence

NFS-e Logo.png

NFS-e

Padrão Nacional

NFS-e Prestador / Tomador / Avulsa

Econômico

AdmFis Logo.png
DES-IF Logo.png

DES-IF

Declaração Eletrônica de Serviços Instituições Financeiras – 3.1

AdmSimples Logo.png

AdmSimples

Administração do Simples Nacional

INTEGRAÇÕES

Admfis

Administração das Atividades de Fiscalização

RFB.png
Sefin - Simples Nacional.png
IEPTB.png
Redesim.png

Soluções Integradas

As administrações tributárias evoluíram das declarações em papel, para declarações eletrônicas, depois para cruzamentos de dados e então para auditorias automatizadas.


Algumas administrações estão hoje no estágio chamado de relacionamento eletrônico, onde as informações internas dos órgãos municipais, estaduais e federais e do próprio contribuinte são obtidas diretamente na fonte, organizadas e analisadas sem a necessidade de preenchimentos de formulários e/ou declarações intermediárias.

 

Uma integração bem-feita entre os sistemas da administração tributária e os dados (pessoa, imobiliário, econômico, financeiro, financeiro e dívida ativa), que sustenta esse relacionamento eletrônico, traz uma série de benefícios na área estratégica e gerencial.

 

Exemplos práticos dessa nova era podem ser vistos na integração com a Receita Federal do Brasil (SIMPLES NACIONAL), Juntas Comerciais (REDESIMPLES), Tribunal de Justiça (EXECUÇÃO FISCAL), Cartórios (ITBI) e Sistema Contábil (NBCASP), entre muitas outras integrações já utilizadas pelos sistemas DSF instalados em municípios por todo o Brasil.

O desafio

O grande desafio do gestor público municipal é obter o equilíbrio fiscal. Para isso, é necessário utilizar procedimentos que melhorem a eficiência administrativa e a gestão da receita, reduzam custos operacionais e aumentem a qualidade dos serviços públicos.

A Administração Pública Gerencial vê o cidadão não só como contribuinte de impostos, mas também como cliente de seus serviços, que deseja mais simplicidade e mais agilidade nos processos.

O desafio da DSF é criar soluções que atendam as necessidades do município e dos contribuintes, facilitando a tomada de decisões por parte do órgão público e agilizando os processos para o cidadão.

Adoção de práticas que sejam capazes de beneficiar a todos os nossos públicos, estabelecendo relações sustentáveis e duradouras.